15/05/2013

Bali - o melhor da ilha fica em Ubud e arredores

Se você me perguntar que parte de Bali você mais gostou eu te digo sem pestanejar: Ubud e as pequenas aldeias ao seu redor, como por exemplo Tabanan onde fica o magnífico Jatiluwih, o maior terraço de arroz da ilha.




Ubud é uma cidade a 20 quilômetros ao norte de Denpasar (onde fica o aeroporto) com aproximadamente 30 mil habitantes no meio de colinas verdejantes e muitos rios ao seu redor. Ubud é conhecida como o coração cultural de Bali.

Conta a lenda que há milênios (300 A.C) a cidade já servia de palco para as fascinantes histórias da ilha que hoje em dia os artistas balineses fazem questão de contar através dos fantásticos espetáculos de dança balineses ou de fantoches que você não pode perder.







A bem da verdade é que a história da área de Ubud é a própria história de Bali.


Já ouvi pessoas contando que foram para Bali para passar o dia em Ubud (tipo bate e volta) e que queriam ter ficado mais. Eu te digo e pode acreditar: em Ubud parece que tudo começa a fazer sentido na sua tão sonhada viagem à Bali.  

Pelas ruas você sente a pureza do olhar balinês, aquele sorriso meio tímido mas curioso, as mãos que trabalham tão bem na técnica de transformar um pedaço de madeira ou pedra em uma incrível obra de arte. E aos poucos, você começa a entender e apreciar a fantástica cultura balinesa.


Pelas ruas você vai ver viajantes do mundo inteiro, a maioria no estilo pé descalço com dreadlocks indo no mercadinho da esquina, dando a impressão de que eles estão ali por uma longa temporada sem o menor interesse em "ganhar a vida". Uma cidade com uma enorme reputação para a arte do relaxamento.

Quanto tempo ficar 


Se você quer sentir bem o clima do lugar, meu conselho é ficar pelo menos quatro noites em Ubud. 

Para quem gosta de cursos relacionados com ervas e plantas medicinais, tudo que gere o bem estar e a busca pelo auto conhecimento,  já se prepare para deixar seu coração em Ubud. São inúmeras ofertas e dá uma vontade enorme de estender a viagem e ficar por ali mesmo curtindo aquela energia boa da cidade. 


Só por curiosidade: Ubud recebeu seu nome a partir da palavra balinesa UBAD que significa medicina que a tornou conhecida mundialmente pelo seu íntimo contato com o mundo de ervas e plantas medicinais para uso terapêutico.


Como fiquei quatro noites na cidade só pude mergulhar nas aulas do maravilhoso Yoga Barn, uma das escolas mais conceituadas de yoga em Bali. Só o lugar já vale uma visita. Inesquecível mesmo. 




Como chegar e como se locomover por lá


Se você partir do sul da ilha (algo próximo do aeroporto ou Kuta/Semyniak) para Ubud de táxi, a viagem deve levar entre uma hora e uma hora e meia ( dependendo do trânsito ) e o valor da corrida vai girar entre 20 a 25 dólares. Se você pegar um carro local (ou seja, taxímetro desligado) e combinar o valor, eles podem te cobrar um pouco mais, algo em torne de 30 dólares.

De ônibus tem o Perama que custa cinco dólares a passagem a partir de Kuta, mas saiba que o terminal é longe do centro e você vai precisar pegar um táxi de qualquer maneira e gastar mais uns dois dólares até chegar, totalizando uns sete dólares por passageiro. Pelo "custo benefício" se você não tiver com o orçamento muito apertado e tiver alguém para dividir um táxi, acredito que vale mais a pena.

Quando você já estiver instalado em Ubud, você pode fazer o centro todo a pé, ou de bicicleta ou mesmo de scotter. Outra idéia é fazer uns dias a pé, outro dia de moto (para poder ir mais longe) e outro dia de bike para percorrer os terraços de arroz. As diárias das motos custam 5 dólares.


Onde ficar


Sabe aquele momento da viagem que você quer fazer um agrado à você mesmo escolhendo um hotel mais confortável e ajeitadinho para dormir? Ubud é uma ótima escolha para se dar ao luxo por ser uma cidade que oferece chalés e hotéis muito lindos por um preço camarada. Alguns inclusive com lindas vistas para os terraços de arroz.

Segue o mapa para você entender um pouco o tamanho de Ubud e as suas três principais ruas:

A rua principal é a Jalan Raya Ubud que corta a cidade de leste a oeste. Depois tem a Jalan Monkey Forest, que cruza com a Jalan Raya Ubud e segue para o sul da cidade e que faz o caminho da floresta dos macacos, que fica bem pertinho do centro da cidade e é a região que está em crescimento, repleta de galerias de artes, restaurantes com comidas orgânicas, estúdios de yoga e que virou "moda" pelo menos nos dias de hoje. A terceira rua é a Jalan Hanoman que segue paralela a Jalan Monkey Forest, mas um pouco mais para o leste e com uma área mais silenciosa e boa para fazer caminhadas. 




Sri Ratih Cottages - o paraíso da tranquilidade com chalézinhos no meio do mato mas nada que cinco minutos de moto não te leve ao centro da cidade. As diárias são a partir de 45 dólares (depende da época pode subir o valor), o restaurante é maravilhoso e a diária do hotel dá direito a um café da manhã dos campeões. Os quartos são grandes, as suítes luxos tem praticamente um spa em cada quarto, com banheiras ao ar livre. Uma delícia de lugar. Tente reservar pelo Agoda que pode te dar um ótimo desconto.

Kajane Mua Villas - localizado pertinho da floresta dos macacos e bem pertinho do centro digamos "chique" de Ubud, esse hotel é romântico e impressiona pelo charme e atendimento dos funcionários. Aliás, a comunidade de Ubud é de uma simpatia só. Você vai sentir o carinho pelo olhar e gesto desse povo tão carinhoso. Diárias a partir de 120 dólares.

Nicks Pension - se você não pode gastar muito em hotel, outra boa alternativa é ficar no Nicks que também fica pertinho da floresta dos macacos. No clima bem guesthouse, a casa fica praticamente no meio de um arrozal e fica muito fácil caminhar até o centro da cidade. Diárias a partir de 35 dólares por quarto para duas pessoas.

O que fazer


Ubud tem atrações pelo seus arredores para preencher seu dia por semanas inteiras. Vou citar alguns passeios que fiz e que foram incríveis. São eles:

Floresta dos macacos sagrados  - no meio de uma floresta exuberante e bem pertinho do centro de Ubud tem um santuário com muitos macaquinhos selvagens de cauda longa que ficam ali pulando de galho em galho, um limpando o pelo do outro, mais na frente, outros se reproduzindo, se der sorte você pode ver uma mamãe macaca amamentando seu filhote e o conselho é sempre o mesmo: curta o bichano mas não queira virar o melhor amigo dele.


Verifique antes de entrar no parque se você não está levando sem querer guloseimas na bolsa porque se eles sentirem o cheiro eles podem te atacar para roubar o que tiver dentro dela.

Na entrada do parque os próprios funcionários vendem bananas para dar aos macacos e se você acha que é capaz e não tem medo, alimente-os colocando a banana no chão para eles virem buscar. Não queira dar uma de adestrador de animais que você pode se dar mal. Os macacos podem se tornar agressivos e puxar seu cabelo ou algo do gênero.

A entrada custa dois dólares e o cenário é deslumbrante com árvores enormes e o clima é de muita paz e tranquilidade.



Assistir a dança balinesa no Café Lotus - outro passeio turístico interessante é jantar no Lotus café assistindo a dança balinesa que eles apresentam todas as noites (com excessão das sextas-feiras) às 7:30 da noite. Localizado na estrada principal de Ubud, se puder reserve sua mesa na noite anterior porque dependendo da época pode lotar o restaurante.

O esquema do restaurante no jantar funciona com duas opções: para você poder assistir de perto a dança enquanto janta, ou mesmo chegar pertinho do palco para fotografar você precisa comprar o ingresso que custa oito dólares por pessoa e aí sim eles te colocarão nas mesas com ótimo acesso e vista para o palco. Os 8 dólares não estão incluídos na conta do seu jantar.

Se você não comprar esse ingresso de oito dólares, você pode jantar também, porém eles vão te colocar em uma mesa longe e você não terá acesso as proximidades do palco e nem direito a tirar fotos do show ou mesmo depois com os artistas. Eu assisti nas mesinhas na lateral do palco e entre um drink e outro íamos lá dar uma olhada de perto. A música ao vivo é uma batida bem diferente e interessante e o figurino usado pelas meninas é um espetáculo. Vale muito a pena.



Os spas da felicidade - deixe-se levar pelas maravilhas de spas que existem por toda Ubud. Todas as massagens que você imaginar e as que você não sabia que existiam, é lá que você vai encontrar: massagem balinesa, tratamento javanês, massagem ayurvédica, banho de rosas, esfoliações de ervas, massagem nos pés, enfim um lugar para agradar o seu mais íntimo amigo, você mesmo. Um dos mais reconhecidos e aprovados pela diversidade e qualidade de seus serviços é o Bali Botânica. Seja feliz e curta cada minuto desse oásis do prazer.


Pelos arredores de Ubud 


Terraços de arroz de Jatiluwih - como pode um lugar tão lindo e impressionante como os terraços de Jatiluwih ser tão pouco visitado pelos turistas que estão explorando Bali?

Siga meu pensamento: localizado na região de Tabanan, bem no meio da ilha em uma parte bem rural, sem muitas opções de hotel e sem excursões que te levem até os terraços, os turistas simplesmente não chegam até Jatiluwih e é aqui que acontece a verdadeira descoberta do que é se esbaldar na cultura balinesa.

Pelo caminho até chegar em Jatiluwih (alugue um carro + mapa ou contrate um motorista) você vai andar pelo interior do interior observando casinhas feitas de barro, procissões pelas estradas, rios com os nativos se benzendo, as crianças pescando, as estradinhas de terra, a simplicidade, o silêncio, a pureza...são momentos como esses que se tornam inesquecíveis em uma viagem.

Jatiluwih é o maior terraço de arroz da ilha e nomeado Patrimônio Mundial pela Unesco. Só para se ter uma idéia os primeiros terraços foram feitos há mais de 500 anos pelas mãos dos moradores locais.


Olhando de longe o horizonte de Jatiluwih a sensação é de escadas verdejantes te levando para o céu azul com a natureza praticamente se exibindo só para você.

Minha dica: tente sair  desse caminho do turismo massificado e venha se abraçar nesse pedaço verdejante de terra tão impressionante. Pode dar um pouquinho mais de trabalho, mas a recompensa é de encher o coração de emoção.

Bedugul - é uma área do planalto central de Bali de grande beleza natural com montanhas lindas e um lago enorme chamado Bratan que abriga um dos templos mais mágicos da ilha na minha opinião: Ulun Danu Temple. Acredito que depois do Tanah Lot, esse é o templo mais fotografado em Bali, porém existe uma grande diferença entre eles: o Tahan Lot é abarrotado de turistas e o Ulun Danu é no meio de um lago sem a turistada na volta.


Infelizmente não é possível entrar ou chegar perto do templo, mas o visual e o clima do lugar é de uma paz imensa. Um dos lugares mais lindos para mim na viagem.


Bom, agora você quer saber como faz para chegar, onde ficar e onde comer em Jatiluwih e Bedugul certo?

Antes de tudo, vamos nos localizar no mapa. Se você alugar um carro, compre um mapa bacana da ilha, encha o tanque do carro, que vai custar treze dólares e vá seguindo as placas e o mapa.



nosso Suzuki em Bali  por 18 dólares a diária



Por exemplo, de Denpasar para Jatiluwih são 48 quilômetros,  (Ubud para Jatiluwih são 42 km) porém não pense em fazer esse trajeto em uma hora porque as estradas são super precárias e você provavelmente deve cruzar com uma procissão de parar o trânsito, às vezes vem uma linda plantação de flores para parar e fotografar, enfim, o caminho é tão pitoresco que a pressa aqui não combina.

Nosso primeiro trajeto rumo ao centro de Bali foi de Ubud até o lago Bratan onde fica o maravilhoso Ulun Danu Temple. Um viagem de três horinhas, com paradas para tomar um suco de abacaxi no caminho, fotografar uma cobra no meio da estrada e dar uma banda por uma feirinha de rua bem simpática em uma aldeia que não marquei o nome.



Lugar para dormir


Strawberry Hills - esse paraíso fica bem no caminho para o templo, na estrada principal das montanhas.  Um chalé com vista impressionante, super charmoso, daqueles dignos de lua de mel. A diária custou 50 dólares e eles fazem a gentileza de trazer o café da manhã na porta do seu quarto para você desfrutar um pouco mais da vista da varanda.

caminho do Strawberry Hills 

No dia seguinte, pegamos a estradinha (essa sim interior do interior) e seguimos de Ulun Danu Temple, em Bedugul até os terraços de Jatiluwih, em Tabanan. Essa viagem de 25 km durou uma hora e meia.

Lá no alto do terraço tem uma placa da Unesco e uma das vistas mais lindas do local. Se bater uma fome, atravessando a rua tem um restaurante buffet que cobra sete dólares por pessoa e serve de tudo um pouco. Nada demais, mas segura a onda.

Depois de passear por horas nos terraços e fotografar, pegamos a estrada para o norte de Bali que vou contar no próximo post!

Até lá.

Outros posts de Bali:



Bali e suas aventuras no mar - para observar gofinhos e fazer mergulhos inesquecíveis

Bali - venha para um mundo de glamour e badalação

Todas as fotos são de Daniel e Candice Bittencourt. 






20 comentários:

  1. Olá, Candice! Estou, no momento, em viagem pela Australia e pensei em dar uma "pulo" a Bali. Muito obrigada pelas dicas! Adorei e me ajudaram muito no planejamento de minha vagem. Definitivaamente, vou me concentrar em Ubud e arredores!
    Um abraço
    Dirce França

    ResponderExcluir
  2. Que delicia Dirce! Aproveite muito mesmo!
    Se puder vá conhcer o Yoga Barns e sus redondezas!
    Bjo grande
    Candice

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo blog!
    Eu já estive em Ubud em 2012 mas apenas por 1 dia e pude perceber que por ali reside o verdadeiro espírito Balinês.
    Estou voltando em maio com a verba bem limitada, meu intuito é fazer algum tipo de curso voltado a área da saúde etc.
    Será que é possível arranjar algum tipo de trabalho temporário para me ajudar a permanecer por mais tempo por lá?

    Desde já agradeço por compartilhar suas experiências!
    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada por acompanhar o blog!
      Ubud é lindo mesmo né? Sobre a sua pergunta, eu vou ficar devendo mesmo....não tenho idéia sobre essa informação. Quando fui fiquei apneas uns 5 dias, fiz algumas aulas de yoga ( sei que vários cursos sobre medicina holística por lá), mas como conseguir trabalho temporário não faço idéia. Boa sorte na sua viagem! Tudo de bom.
      Candice

      Excluir
  4. amei suas dicas tô indo agora em abril para bali e vc me deu coragem para alugar um carro e rodar por lá, suas dicas foram muito legais, obrigada.

    ResponderExcluir
  5. E como fica para fazer esse trajeto de moto? É muito arriscado? Eu fico pensando se tem sinalização suficiente, ia ficar com medo de me perder por lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, olha fazer todo esse trajeto de moto requer bastante experiência e coragem, mas com certeza é possível! O tempo será mais lento também, mas isso não é um problema. O triansito é caótico, por isso que seria o ideal você chegar lá, pegar u ma moto por uns dias e rodar...assim você já vai descobrir se você se anima ou não de seguir viagem né?
      Boa sorte!

      Excluir
  6. Oii Candice!
    Muito bom teu blog, parabéns!
    Estamos indo para Bali agora em setembro e ficaremos 30 dias ao todo!
    Estávamos em dúvida de quantos dias ficar em Ubud, no nosso roteiro estava entre 3 e 4, e lendo teus relatos com certeza aumentaremos esses dias! ; ) Obriigada!

    Uma pergunta, estaremos em Uluwatu, tem como ir de moto até Ubud? Ou somente de carro?

    Obrigada e tudo de bom!
    Beijos
    Marcela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida! olha, eu amei Ubud e se pudesse até ficaria um tempo por lá sabe...de Uluwatu até Ubud é meio longe...eu não arriscaria de moto não, só de carro mesmo! Boa sorte!

      Excluir
  7. Sonhando com essa viagem com os amigos, e pegar umas ondas por lá.
    Muito bom o blog e as dicas Candice!

    Obrigado e contando os dias pra viajem rs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. opa, que maravilha! Aproveite muito querido! Bagus!! muita onda pra você

      Excluir
  8. Olá!!!
    Decidi ir de lua de mel para bali!
    Somos do tipo natureza... gostamos de praias e mergulhos, mas queremos conhecer o safári e o tempo dos macacos...
    seria possível em uma mesma viagem?
    Acho que ficaremos em Nusa Dua, o tempo dos macacos e o safári ficam onde?? nao consigo encontrar a distância!!
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, tudo bem? O templo dos macacos são dois: tem um no sul da ilha, pertinho de Uluwatu. O outro fica em Ubud, que é mais para o centro/norte da ilha, ao norte de Nusa Dua. Eu não sei sobre safaris em Bali...mas tem muitas diversão por lá! Boa lua de mel!
      Candice

      Excluir
    2. De Nusa Dua até Uluwatu você deve levar uns 40 minutos. Para Ubud já é mais longe, tipo umas quase 2 horas.

      Excluir
  9. Oi, Candice!
    Adorei seu post sobre Ubud! Chegarei em Bali sozinha e gostaria de saber sua opiniao para sair do aeroporto de Denpasar ate Ubud sozinha de carro (alugaria um assim que chegasse). Na verdade, como nao tenho muito tempo, e lendo seu post me empolguei ainda mais, achei que isso seria possivel. Assim, visitaria o arroizal que vc recomendou, o templo e depois seguiria para Ubud Centro. Vc acha que essa ideia eh viavel?
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  10. Olá Candice! Daqui fala Ana de Portugal. Eu e o meu noivo vamos de lua de mel para Bali. 5 noites em nusa sua e quatro em Ubud. Mas vamos ficar em apenas um hotel em cada lado. Acha possível ainda assim visitar esses arredores que falou, nomeadamente os arrozais e os templos, sendo longe, dá para ir e vir no mesmo dia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, tudo bem querida? Olha dá para fazer um bate e volta sim, mas precisa acordar bem cedinho para aproveitar bem o dia! Esperou eu tenha ajudado!
      Candice

      Excluir
  11. Olá! Excelentes posts sobre Bali. Vou pra lá este ano e suas informações estão me ajudando muito a planejar a viagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que bom Michelle, fico feliz em ajudar!
      Boa viagem!
      Candice

      Excluir

se quiser mais informações, por favor mande um email para
vidaeumaviagem@gmail.com
obrigada