09/05/2013

Bali - onde ficar e os passeios imperdíveis na Península de Bukit

Bali é uma ilha enorme, com quase seis mil metros quadrados, como já detalhei aqui. Por isso para facilitar resolvi escrever sobre Bali do mesmo jeito que eu conheci a ilha, por regiões.
Neste texto aqui falaremos da península de Bukit, no extremo sul da ilha e seus passeios imperdíveis, além de dicas de onde ficar e onde comer.




Península de Bukit

É a região que fica no extremo sul da ilha e depois de Kuta (passe longe que há tempos virou um caos) é a parte mais famosa de Bali para os turistas, principalmente para os amantes de praia.



A península de Bukit (como você pode ver no mapa abaixo) é toda a parte de terra para o sul do aeroporto de Denpasar e onde está concentrada as mais belas praias da ilha que apesar do turismo massificado ainda dá para encontrar lugares incríveis para curtir um pôr do sol em paz.

Para conhecer com calma a região eu aconselho entre quatro a cinco dias. Se puder estender, melhor ainda, mas se você tem o tempo contadinho (menos dias do que o sugerido) escolha o passeio que mais você se identifica e deixe os outros para uma próxima ocasião. São eles:


Pandawa Beach (Secret Beach) - quem me levou nesse paraíso foi um amigo balinês que vive há seis anos na ilha. A praia "ainda" secreta (nem no mapa você encontra) promete ser a nova queridinha dos olhos de Bali. Aberta oficialmente em dezembro de 2012 pelas autoridades locais, Pandawa já é a grande promessa da ilha com tudo que você precisa para relaxar e ser feliz.

nativa trabalhando no cultivo de algas marinhas

O acesso para se chegar ao local é um pouco difícil porque ainda estão finalizando a nova estrada (é possível ver pelo asfalto novinho) que corta uma pedreira e que já bem perto do mar, vem um visual incrível: de um lado o mar azul e do outro cinco lindas estátuas balinesas bem grandes e brancas que vão enfeitando o trajeto até chegar na praia, que tem estacionamento para carros e tudo mais.



A praia em si é um encanto: areia branquinha, uma brisa gostosa, mar azul calmo e lindo e muita serenidade pela volta. Se você se animar ainda tem camas de massagem (oito dólares, uma hora) e cervejinha e milho asssado na brasa, tudo por um dólar cada.

Sem dúvida foi a praia mais linda e mais genuína que conheci e quase sem turistas.

Um pedacinho de Pandawa só para você.

Aproveite para sentir o clima do local assistindo os pescadores buscando algas marinhas diariamente no mar. A paixão por Pandawa foi tanta que voltamos lá duas vezes.

Nativo buscando algas marinhas do mar para secar no sol 

Para chegar lá - eu só sei orientar a partir de Nusa Dua que tem um supermercado chamado Nirmala minimarket. Vire à esquerda (tem placas) em direção Nusa Dua/Bali Cliff e siga uns dois quilômetros nessa estrada até encontrar um entroncamento com direção para Pandava, vire a esquerda e vá mais um pouco até encontrar um cruzamento (sem grandes sinais) e aí vire à direita e siga a estrada até o final, que dá mais o menos uns quatro quilômetros. O ideal para a primeira vez é buscar um motorista local que te leve até a praia. Na segunda vez já dá pra se virar sozinho.

Uluwatu Beach - um dos lugares mais clássicos da ilha e point famoso de surfistas do mundo inteiro, o mar em Uluwatu é uma máquina de fazer onda quase o ano todo, mas entre junho e outubro se torna o paraíso das ondas gigantes. Se vale a pena conhecer se você não pega onda? claro que sim! Vou te explicar como é o lugar e como chega.



Para chegar lá - por ser um lugar turístico, não tem muito segredo, é só seguir as placas de sinalização. Uluwatu fica praticamente no final da península, por isso não se espante se no meio do caminho vier aquele pensamento: "puxa, mas não chega nunca".

A estrada em alguns trechos é bem precária e sinuosa e dependendo do horário, o trânsito pode ser um inferno. A primeira vez que andei de moto em Bali foi uma ida até Uluwatu às cinco da tarde pra tentar pegar o pôr do sol e o que mais me marcou nesse dia, além de uma chuva torrencial foram as cenas que vi no trânsito na ilha:  um verdadeiro caos.

No final da estrada de Uluwatu (onde não tem mais para onde ir), tem um pequeno estacionamento com  nativos na volta cobrando uma taxa de 50 centavos de dólar para parar o carro. Tente se livrar dos locais que querem a todo custo vender camisetas e te infernizam até não poder mais e siga escada abaixo. Depois de uma caminhada de uns 10 minutos, você já começa a ver uma pequena vila incrustada no penhasco, bem simples com bastante lojinhas de artesanato local, uns barzinhos e surfistas com suas pranchas.

visual do alto de Uluwatu 

Para chegar até a praia é fácil: é só seguir o fluxo. Vai ter um momento que precisa passar por uma escadaria, que corta uma parte do penhasco e daí você já vai de cara com a praia. Se quiser fazer uma caminhada só precisa verificar o horário da maré baixa para não levar nenhum susto na hora de voltar porque segundo os nativos da área a maré sobe muito rápido.

Andei por tudo e aí vai minha sugestão do que conhecer - como eu me sinto desconfortável com ataque de pessoas te pedindo dinheiro o tempo todo (e isso aconteceu em Uluwatu comigo), depois de conhecer a praia fui me refugiar em um restaurante chamado Single Fin que é o lugar mais alto de Uluwatu com uma vista impressionante e com uma cozinha internacional maravilhosa. Eu comi um peixe maravilhoso com acompanhamentos por oito dólares.


Outro lugar bacana para tomar uma cervejinha e que me fez lembrar a energia da Guarda do Embaú com surf music tocando no talo, onde todo mundo vem te dar um alô, dividir uma Bintang, bem no estilão Brasil é o The Edge Bar que também tem um visual lindo das ondas de Uluwatu. No The Edge tem um funcionário chamado Teddy que ama o Brasil e sabe falar um pouco de português. Todo fim de tarde ele coloca a música Country Road do John Dever no talo e o bar pára para cantar com ele. É muito divertido!


Pecatu - é a área onde estão localizadas as famosas praias Padang Padang (onde gravaram o filme Coma, Reze e Ame), Impossible Beach, Bingin, Dreamland e Balangan todas dando o ar da graça para o senhor oceano Índico.

as praias no mapa - uma do ladinho da outra

Para achar Padang Padang não é tão difícil. Ela fica a três quilômetros ao norte de Uluwatu (sentido Kuta) e o ideal é seguir a estrada JL Padang Padang e assim que você passar por uma ponte já vai ver umas placas com estacionamento. O dia que passei por lá a praia (que é pequena) estava cheia e com vários vendedores ambulantes, mas o visual impressiona: todo aquele azul do mar, misturado com o verde exuberante das árvores costeando a praia e aquela areia branca bem fininha é demais. Fiquei imaginando aquela praia sem muitas pessoas na volta...deve ser um sonho mesmo.

Padang Padang beach

Bem, o resto das praias que fica uma do lado da outra, conhecemos caminhando pela areia. A primeira delas foi pela quase inacessível Impossible Beach, indo até Balangan passando por Bingin e Dreamland.

pôr do sol em Dreamland Beach 

Para chegar em Impossible Beach, a partir de Padang Padang continuei pela mesma estrada uns poucos quilômetros e virei uma ruazinha à esquerda aleatoriamente (lá não tem placa nenhuma) e pum: lá estava sinalizado na parede: Impossible Beach.


De lá, uma escada te leva até o mar e no meio do caminho, quase já na praia, duas nativas ofereciam massagem. Bingo. Dalí fomos caminhando por toda a costa até chegar em Balangan. Pelo caminho você vai encontrar muitos nativos pescando, barzinhos que dá pra comer um camarão frito ao som de Bob Marley sem quase ninguém e no fim de tarde dá para ver o pôr do sol brindando com uma Bintang na maior tranquilidade.

Impossible Beach e suas cavernas

Minha dica: se você não encontrar essa ruazinha à esquerda até achar o paredão anunciando "Impossible Beach" e a trilha que desce para a praia, pergunte aos nativos que com certeza eles te ajudarão.

crianças brincando em Dreamland Beach


El Kabron - Bali pede para ser explorada, por isso entre mesmo nas estradinhas que você nem imagina onde vai dar que você pode ser surpreeendido e foi isso que aconteceu conosco no nosso último dia pelo sul da ilha. Vimos uma placa azul na estrada principal em Pecatu escrita: El Kabron e lá fomos matar a curiosidade. Dito e feito. Depois de uns quatro quilômetros de estrada de chão no meio do nada, eis que surge o tal El Kabron e nos presenteia com um dos cenários mais lindos do dia: um bar construído ao ar livre, super charmoso com uma piscina infinita (com direito a um mergulho para se refrescar) de frente para o oceano Índico. No cardápio, cervejinha, sangria e tapas espanholas. O lugar é incrível, a música super agradável e o visual do pôr do sol é para guardar na memória do coração. Super indico!

Onde ficar 


Bali Bule - essa foi a melhor estadia no sul da ilha. O hotel se resume a um terreno com uma piscina no meio e cinco chalés para um lado, e mais outros cinco para o outro lado. Com diárias a partir de 40 dólares (sem café da manhã)  todos vem com ar condicionado, TV, sinal de internet e chuveiro ao ar livre. O próprio hotel tem um restaurante ao lado que serve café da manhã na piscina (se você quiser), além de pratos tipicamente balineses que normalmente é um arroz trabalhado no ovo (famoso nasi goreng) e uma carne que pode ser peixe, camarão ou porco (baby guling) que eles adoram por aqui.

Bali Bule - nosso hotel no sul da ilha de Bali - na península de Bukit

Quarto do Bali Bule


Onde comer

Passar pela península de Bukit e não comer os pescados frescos escolhidos e feitos na hora nos restaurantes em Jimbaran é quase um sacrilégio. As opções são várias e quase todos os restaurantes ficam um do lado do outro na baía de Jimbaran. Por indicação de amigos que vivem em Bali  experimentamos o Bali Sea Café. O cardápio é uma tentação para os amantes de frutos do mar e tudo é escolhido por quilo: lagosta fresquinha, camarões gigantes grelhados, caranquejos, lulas e muitas opções de peixes. O jantar saí em torno de uns 20 dólares por pessoa. Não deixe de entrar nessa orgia alimentar. Vale cada centavo.

No próximo post - venha descobrir os tesouros escondidos de Bali - Ubud!

Outros posts de Bali:

Bali - a primeira impressão não é a que fica






27 comentários:

  1. Ola

    Primeiro quero lhe dar os parabens pelo blog. É muito bom e tem me ajudado bastante.
    Vou para Bali em fevereiro com meu marido e infelizmente nao vou ficar muito tempo, serão apenas 6 noites. Pensei em ficar 3 dias na Peninsula de Bukit e 3 em Ubud. Voce acha uma boa. Ficando em Uluwatu da para conhecer as praias, ou melhor ficar em outro local? E em Ubud vai dar para conhecer alguma coisa?

    Desde ja muito obrigada.

    abraço

    Márcia

    ResponderExcluir
  2. Olá Márcia, tudo bem? obrigada por acompanhar o blog! que bom que tem ajudado na sua pesquisa! Acho ótimo três dias em Uluwatu e mais três dias em Ubud. Claro que vai ser uma passagem rápida, mas se você ficar bem centralizada, com um transporte para poder explorar a região, dá muito para ser feliz!
    Me conta depois como foi? eu agradeço!
    Candice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Candice

      Minha viagem a Bali se concretizou, estive la em março. Já faz um tempinho mas acho importante o retorno, pois nossas contribuições podem ajudar a outras pessoas.

      Fiquei 2 noites em Uluwatu, 1 em Seminyak e 3 em Ubud. Como previsto choveu e por isso não aproveitamos mais o lado das praias, ainda sim foi ótimo, passamos pelas praias para conhecer e como disse são belíssimas (ressalto que tínhamos passado pela Tailândia e aqui deixo registrado - não me decepcionei cada praia tem a sua beleza). O templo dos macacos em Uluwatu com a apresentação é sensacional.
      Em Ubd fomos aos terraços de arroz, rodamos pela cidade e ficamos encantados com suas belezas. Culinaria é muito boa também. Enfim viagem maravilhosa.

      Uma informação importante, pois não tinha visto em nenhuma das pesquisas que fiz, é que, além do visto de entrada que pagamos, existe também uma taxa que tivemos que pagar na saída antes de embarcar. O problemas é que só aceitam pagamento em moeda local. Em geral não guardamos dinheiro em moeda local quando estamos saindo do país e isso pode complicar, não aceitam nem cartão.

      Mais uma vez agradeço as dicas, inclusive nos hospedamos nos mesmos hotéis em Uluwatu e Ubud e foi muito bom.


      Abraço

      Márcia

      Excluir
  3. Olá,
    Parabéns pelo o Blog. É bastante informativo!!!! Você poderia indicar algum lugar em Ubud para ficar?
    Obrigada
    Debora

    ResponderExcluir
  4. Oi Débora, tudo? obrigada pelas palavras! acabei de te mandar um email com as sugestões. Boa viagem!
    Candice

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, Candice.
    Gostei muito das suas dicas. Diferente de vc, eu já gosto de ficar na muvuca dos lugares turísticos como Kuta, mas pretendo dedicar meus dias em Bali a percorrer outros locais.
    Gostaria de saber como funciona o aluguel de quadriciclos ou scooters. Eu já aluguei na Grécia e valeu muito a pena pois consegui percorrer várias praias no mesmo dia.
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sebastião, tudo bem?
      então, para alugar scooter em Bali é bem simples como na Grécia, onde andei por tudo também em Santorini. Vc só precisará da sua carteira de habilitação e basicamente é isso. Lá o que mais tem é scotter nas ruas...uma loucura. O aluguel da moto em Bali gira em torno de 8 dólares.
      Boa sorte
      Candice

      Excluir
  6. Ola Candice!!
    Primeiramente parabens pelo blog!!... Adorei as dicas de bali de todos os ports!.. Estou indo para Bali em julho, vou ficar apenas 6 dias e de acordo com o que eu li escolhi ficar 2 dias em Ubud, dois dias em Bukit e por ultimo dois dias em Seminyak, viajando bem cedo voce acha que da pra conhecer um poquinho de cada regiao???
    e mais uma perguntinha... na peninsula de bukit onde vc indica ficar?.. na regiao de pecatu seria uma boa para conhecer os lugares que voce citou no post??
    Obrigada!!!..
    :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Deborah, tudo? obrigada por acompanhar o blog! Vai ser rápido, corrido sua estadia mas dá para ter uma idéia do que é Bali. Em Bukit eu fiquei no Bali Bule - essa foi a melhor estadia no sul da ilha. O hotel se resume a um terreno com uma piscina no meio e cinco chalés para um lado, e mais outros cinco para o outro lado. Com diárias a partir de 40 dólares (sem café da manhã) todos vem com ar condicionado, TV, sinal de internet e chuveiro ao ar livre. O próprio hotel tem um restaurante ao lado que serve café da manhã na piscina (se você quiser), além de pratos tipicamente balineses que normalmente é um arroz trabalhado no ovo (famoso nasi goreng) e uma carne que pode ser peixe, camarão ou porco (baby guling) que eles adoram por aqui.
      Boa sorte!

      Excluir
  7. oi candice! tô amando ver suas dicas sobre bali, eu e meu maridos estamos nos organizando para fazer essa viagem em abril de 2015, e nossa primeira viagem internacional, um sonho meu que amo praias e a cultura de bali, estamos pensando em ficar uns 15 dias, temos idades 55 e 56 anos e não sabemos falar ingles, e não estou querendo ir com hotel ou pacote de viagem, quero fazer a loucura de chegar lá , alugar um carro , e andar por todos esses lugares que vc citou no blog, será que vai da pé rsrs, seu blog vai ser o nosso roteiro,o que vc acha vamos ter problemas! obrigada, bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delicia ler essas palavras e saber que de alguma maneira inspirei vocês! Isso mesmo, faça essa loucura que é muito bom! Vocês nã ternao problema, o povo em BAli é demais! Recebem o turista de braços abertos! Boa sorte queridos e mandem notícias tá?
      Obrigada
      Candice

      Excluir
  8. Olá Candice! Estou me preparando para minha primeira viagem a Bali e seu blog está me ajudando muito a montar um roteirinho base….Meu marido já está lá e vou encontrá-lo para passarmos 3 semanas. Pelos teus posts acho que temos o mesmo estilo de viajar então muito obrigada por todas detalhadas dicas…Um grande abraço, Paloma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paloma, que delícia 3 semanas em Bali! Melhor impossível! Dá tempo suficiente para imergir nessa ilha tão mágica!
      O que precisar de dicas, conte comigo! Boa sorte querida!

      Excluir
  9. Olá Candice, gostaria de umas dicas de onde ficar em Ubud, Bukit e Smyniak. Estou me programando pra ir em janeiro. Bali e Philipinas. Abraços Lisiane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lisiane, eu te respondi em uma outra mensagem. Um grande abraço
      Candice

      Excluir
  10. Oi Candice . Adorei o blog. Candice. Queria. Aproveitar a oportunidade e te pedir algumas informaçoes .estou pensando. Em. viajar para bali com a intencao de fazer compras de cangas para revender no brasil. Vi na internet q lá. Tem muitos. Fabricantes. E que o preço. eh bastante bom. Então gostaria de saber se vc acha q Vale a pena.quanto gastaria. Mais. ou menos para fazer essa viagem? O único intuito da viagem eh encontrae fornecedores,nada de passeio. tb n falo muito bem o ingles,vc acha q isso. Dificultaria muito o dialago? Ou Eu teria q contratar. um brasileiro q vive la? Se Sim qto seria. Mais ou menos? Muito obrigada. Candice. e desculpa por ter feito tantas perguntas. Um beijo Att, Sheilla Santana. Há,Sim,e Em relação. A passagem de avião comprada Antecipado. e na Baixa temporada...mesmo assim assíria cara??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sheila, tudo bem? então, essa questão de comprar algo em um país e revender em outro não é tão simples como parece e nem tão barato mais...não querendo te jogar um balde de água fria, mas é a mais pura realidade. Na verdade você estaria competindo com grandes empresas de renome ( porque estão todos lá escravizando os indonesianos e em outros países da Ásia como Malasia, ou seja pagam uma miséria por dia para que eles fiquem o dia todo fazendo trabalhos manuais ) . Eu estive na India agora a pouco ( um dos países mais barato do mundo, pelo menos o que me pareceu ) e te digo que até pensei em fazer isso também e olha que falo inglês e tudo mais...mas está tudo tão massificado, que acabei desistindo...muitas pessoas já fazem isso...eu seria apenas mais uma. mas claro, não quero te desanimar, só falando a realidade. Tamém ptecisa pensdar como você vai fazer para mandar esses produtos de Bali para o Brasil. Esse é outro problema a ser resolvido...ainda mais com a nosso alfândega bem corruptível...triste realidade.
      A passagem do Brasil para Bali custa em torno de uns 4000 reais ( baixa temporada ).
      Boa sorte e espero que seus sonhos se realizem!

      Excluir
  11. Duda, dá uma olhada, minha guia! Ahahahah😘

    ResponderExcluir
  12. Olá Candice, td bom? adorei seu blog! ao mesmo tempo q me inspirou me deixou com um pouso de medo, tudo é muito longe em Bali. Vou pra lá em junho/2016, minha estadia será muito curta, 2 dias em Bali e dois dias em Gilli. Oq vc recomenda que eu conheça em Bali em somente 2 dias? pra qual localização iria? ficaria na região de Kuta ou iria para o Sul, regiao de Padang Padang? qual seria mais encantador?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Thamy, tudo bem? para 2 dias em ficaria em Seminyak ou Nusa Dua ( mais perto para ir pra Gili ). Você vai sentir que é pouco tempo...mas já se prepare para uma próxima volta né?
      Boa sorte!
      Candice

      Excluir
  13. Ola. Vou Ficar 6 Dias la em Bali com meu Marido e minhas filha de 10 anos no mes de janeiro. Corro o risco de ser MUITO ruin esse mes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana, as chuvas são mais uns pés d'água no final da tarde, ou seja, para refrescar! Mas são fortes chuvas...precisa se proteger! O problema é que as vezes, dependendo do ano, essa chuva vira uma monção e daí a chuva nnap pára por dias e dias. Não aconteceu comigo quando fui em janeiro, mas pode acontecer uma outra vez. Com certeza não é o melhor mês para ir para Bali. É um risco. Boa sorte.

      Excluir
  14. Oi Candice tudo bem?
    Essa praia de Pandawa, fica onde exatamente no mapa? se eu estiver hospedada em padang padang fica muito longe? obrigada beijo Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria, Pandawa fica mais para o lado de Nusa Dua...e Padang Padang fica em Pecatu, outro lado da península...mas dá para ir de moto ou carro...dá uns 15 km...que em Bali pode significar uns 40 minutos...
      Boa sorte

      Excluir
    2. Pandawa fica mais pro lado leste da península, pro lado de Nusa Dua e Padang Padang fica pro lado oeste, em Pecatu...dá uns 15 km de carro.
      Boa sorte

      Excluir
  15. Fevereiro de 2017 e estou aqui lendo sobre sua viagem e amando. Certeza que Bali já esta na minha lista de lugares que quero conhecer.

    ResponderExcluir

se quiser mais informações, por favor mande um email para
vidaeumaviagem@gmail.com
obrigada