02/12/2019

Ibiza - a ilha que abraça todas as tribos.


Queridos leitores,

Aqui estou de volta cheia de novidades depois de um longo período sabático.

Só para atualizar meus movimentos pelo planeta, em 2017 fui morar na Espanha, na belíssima Barcelona e por lá passei quase o ano inteiro. Pretendo escrever em breve sobre minha experiência.

Em 2018, retornei à San Francisco e dediquei o ano mais para estudar yoga...fiz rápidas viagens ao Brasil e também Mexico.

O ano de 2019 começou já com o pé na Ásia...estive pela terceira vez na Tailândia ( muito tenho para contar ), além de uma passada por Barcelona na Espanha, uns lugares novos na França ( Nice, Gorges du Verdon, Provence ), depois Brasil e novamente México.

Durante esse período de quase dois anos, foi tomada por inúmeras impressões, fortes sentimentos e momentos tão únicos, que renasceu dentro de mim uma vontade enorme de escrever no blog, dividir com vocês um pouco da minha experiência nesses novos lugares.

A Vida é uma viagem renasce feliz com o sol em Sagitário, cheio de força vital e muita expansão. E que venha a marca de dois milhões de leitores.

E para retomar o blog escolhi escrever sobre as ilhas baleares, na Espanha. São duas matérias: uma sobre Ibiza, e outra sobre Formentera.

A Espanha, aliás, foi uma linda surpresa, um grande ritual de passagem pela minha vida. Sinto-me muito afortunada. E com esse belo e aventureiro presente recebido por Deus Mercúrio ( mensageiro das comunicações e das viagens ) abro meu coração para essa nova fase do meu blog.

Sejam muito bem-vindos!

Quem lê meus textos sabe a paixão que tenho por mapas...é um caso antigo. Assim que cheguei em terras catalãs já comecei a observar a geografia da região, seus arredores e descobri que Barcelona é um ótimo ponto de partida para um dos arquipélagos mais lindos de todo o mar mediterrâneo: as ilhas baleares!








Para quem não sabe, o arquipélago é formado de quatro ilhas: Maiorca, a maior ilha ( com quase 800 mil habitantes ), depois vem a famosa Ibiza ( 142 mil habitantes ), Minorca ( 87 mil ) e a menorzinha Formentera que não chega a 8 mil habitantes e onde deixei meu coração! Ah preciso ir lá buscar...rs



Pelas minhas pesquisas, existem duas maneiras para se chegar em Ibiza: de navio ( ferry ) ou de avião.

De navio, a travessia leva 8h30 e custa em média 50 euros para cada passageiro, incluindo todas as taxas de emissão. Se quiser dar uma pesquisada é só entrar no site da Direct Ferries. A Balearia é uma das empresas que faz o trajeto. Vale fazer uma pesquisa também.

De avião, o valor pode variar bastante, mas fica em média entre 50 a 100 euros, ida e volta. Meu conselho: se puder evite voar Ryanair. Sem dúvida, eles tem os preços mais atraentes, mas é pura pegadinha...no final, na hora do embarque eles sempre dão um jeitinho de te cobrar algo a mais, seja taxa de embarque, bagagem, ou sei lá o que...é dor de cabeça que não vale a pena porque no final saí o mesmo preço das concorrentes. 

Bem se mesmo assim quiser arriscar a Ryanair, esteja ciente disso. Algumas empresas que você pode comprar os tickets: Vueling ( low fare ) e Iberia.  O vôo dura uma hora. 

Loco Ibiza? Só se você quiser! 


Se você é aquela pessoa que só de "ouvir falar" o nome Ibiza, já resume a ilha em lugar de balada de jovens insanos, saiba que é uma baita injustiça com essa ilha tão encantadora. 

Engraçado como existem lugares que levam esse mesmo estigma como a caliente Cancun ( no Mexico ) e a inesquecível Koh Pahngan ( na Tailândia ). Já estive nas três ilhas e te garanto: é pura bobagem! Tem espaço para todas ( ou quase todas ) as tribos.

É claro que essa fama não é à toa e logo que você desce no aeroporto é possível ver nas rodovias os inúmeros outdoors de boates como a famosa Pachá entre outras, mas esse fervo se concentra em apenas um pedacinho de Ibiza. E a ilha é grande, maior do que eu imaginava... 

Por isso não desanime, Ibiza pode ser um paraíso que te espera de braços abertos, cheio de praias paradisíacas para serem exploradas, tudo com muita calma e privacidade. E é para isso que escrevo esse texto, para te levar nesses cantinhos de paz que encontrei por lá.

Bem, preciso confessar que no auge do verão não tem como garantir essa privacidade...rs

Ibiza é uma grande ilha, com quase 600 mil quilômetros quadrados ( área equivalente a cidade de Foz do Iguaçu ) e dividida em 5 municípios: 



Se você gosta de boas praias, fazer compras, ficar em hotéis luxuosos, comer bem em restaurantes charmosos, ir ao cabeleireiro, curtir uma mega boate, ver gente descolada, você vai gostar de Ibiza Town 

.

Se você gosta de sossego, praias paradisíacas, com um centrinho cultural e gastronômico e ainda uma pequenina vida noturna eu sugiro a região de Santa Eulália.

Se você é jovem, procura por praias lindas, uma atmosfera mais animada, esportes aquáticos como jet ski entre outros, e também quer vida noturna estilo boate, escolha  San Antonio. Bom lembrar que o pôr do sol de Ibiza acontece deste lado da ilha! 

Se você procura um remanso silencioso, bem relaxante, mercadinho artesanal, quase sem carros, sem dúvida você vai amar San Juan, o lugar menos afetado pelo turismo tradicional. Por essas bandas ( por onde explorei bem! ) você encontrará pessoas que curtem um estilo de vida alternativo. Bem fácil encontrar hotéis agroturísticos. E claro que as praias são espetaculares também...

E o município de San Jose não posso contar porque não tive tempo de explorar...deixaremos para uma próxima.

Ibiza Town


Conhecida também como Eivissaé a região onde fica o aeroporto, o porto, a cidade velha e a maioria das boates. É uma parte bem charmosa da ilha com muitos cafés, restaurantes e lojas modernas. 

Nesse pedaço da ilha estão os maciços muros medievais de pedra de Dalt Vila que nos leva a entrar através do tempo por suas ruelas íngrimes de paralelepípedos, atravessar grandes portais de madeiras, e chegar no topo do forte da cidade velha e se emocionar com vistas deslumbrantes e aquele mar azul do mediterrâneo para o deleite dos olhos. 

Não é a toa que a força dessa cidade medieval ( mais de 2.500 anos de historia ) é Património Mundial da UNESCO desde 1999. Vá com uma roupa e tênis confortável e leve uma garrafinha de água. Imperdível a visita. 

Cidade antiga de Ibiza




Santa Eulália


Situada a 21 km do aeroporto de Ibiza, é a região mais estratégica para explorar a ilha com uma scooter ( já falo sobre isso ) e alcançar com mais facilidade tanto o norte quanto o sul, ou seja, a partir de Santa Eulália os trajetos levam em média 30 minutos pela rodovia principal independente do seu itinerário. Uma volta quase que completa de moto pela ilha pode chegar a umas 3 a 4 horas. 

A região de Santa Eulália é bem charmosa, calma, e com prainhas bem simpáticas e um mar azul de tirar o fôlego. O centrinho é pequeno, com alguns restaurantes e lojinhas de souvenirs. Com uma scooter dá para chegar em praias bem lindas. Compartilho aqui o itinerário pelo norte da ilha.

 

A primeira praia escolhida foi a Calla Mastella, pequenininha com um mar calmo e bem azul. Na enseada tem um barzinho de pescador, algumas árvores para se proteger do sol e a areia de pedrinhas que massageam nossos pés.


A segunda parada foi a Cala Boix, uma praia deliciosa, com ondinhas bem leves, rochedos e muitos peixinhos fáceis de ver à olhos nus.


Cala Boix é uma bem convidativo para almoçar já que tem três restaurantes bem atraentes, ao ar livre, com sacadinhas, flores por tudo e cheirinho de comida boa no ar.  O escolhido ( e que leva o mesmo nome da praia ) foi o restaurante Cala Boix. No menu do dia, a famosa Paella Valenciana.  E tem como resistir?!


Depois do almoço ( mais uns 15 minutinhos de moto ) a siesta foi na Cala San Vicente, que é de perder o fôlego de tanta beleza...um mar com azul impressionante. Aliás, a estradinha que vai até lá foi uma das mais lindas de toda a viagem...vale cada segundo!




A praia San Vicente é linda, limpa e bem familiar. A infra-estrutura é boa, com alguns restaurantes na orla, além de umas lojinhas de souvenirs. 

No terceiro dia de ilha, a região escolhida foi o extremo norte da ilha: 

 

Sem dúvida, a região da ilha menos populosa, mais tranquila e não menos charmosa. Pelo caminho, animais pastando, muitas montanhas, várias plantações de uvas e hotéis agrícolas. A primeira praia foi a famosa Xarraca. Linda de tirar o fôlego!



E para terminar o dia, a praia no extremo norte da ilha chamada Portinatx. Essa praia é ótima para pegar um barquinho e sair pelo mar, mas como chegamos no fim de tarde, a maré estava alta e já não era mais possível fazer o passeio...além da pequena praia de areia, muitas falésias ao redor, um lugar ótimo para mergulhar...se chegar até aqui, vá mais um pouquinho e caminhe até próximo do farol. 


Onde ficar

A escolha em ter a base no município de Santa Eulália foi mesmo estratégica, já que a ideia era mesmo explorar toda a ilha. Por ficar bem entre a região norte e o sul e com fácil acesso às rodovias da ilha escolhemos ficar no Camping Es Cana que foi um grande achado! Preço bom ( 40 euros a noite ) pouquíssimas pessoas, área comum com piscina, um café da manhã bem gostoso, silêncio à noite e a nossa casinha era demais, tudo novinho em folha!




Como se locomover

Aconselho duas maneiras: carro ou moto. Eu usei os serviços da empresa Moto Luis. Nada a reclamar, só elogios. O preço é justo ( 22 Euros por dia, uma Vespa ) eles entregam a moto no local e horário combinado e a devolução não tem frescura. Tudo bem fácil para quem não quer perder tempo com burocracia. Só o atendente que parecia vir da época medieval tamanha a grossura, mas nada muito grave. 

Se você não dirige, precisa buscar então auxílio com excursões de turismo ou mesmo ônibus público da cidade. 

Suspiro da alma

O lindo de viajar é dar de cara com maravilhosas surpresas que não planejamos pelo caminho. Segue aqui um lugar imperdível em Ibiza que foi um "achado" para o meu coração:

La Finca Can Suldat - estávamos de moto sem destino, procurando um lugar para comer em Es Canar. No meio do nada, em uma rua escura, passamos em frente à uma casinha branca, com alguns carros no estacionamento, e umas luzes coloridas que me atraíram e pronto: foi uma das grandes surpresas da ilha!  

Um dos restaurantes mais charmosos e pitorescos que já estive...com música ao vivo de ótima qualidade, com senhores charmosos que pareciam ter saído do Woodstock, para tocar o setlist da sua vida! 

Até Satellite of Love eles tiveram a graça de tocar..."things like that drive me out my mind"

Tudo tão perfeito, as mesinhas debaixo das árvores todas embrulhadinhas com luzinhas verdes, aquele ar salgado do mar, canto escurinho confortável, cheios de velas, com peças únicas que decoravam todo o ambiente...dá vontade de voltar pra lá agora. Além da comida que era um sonho. Imperdível! Não tenho mais foto de tão bom que estava...


Próximo post: Formentera - a ilha da paixão avassaladora! 


E em breve, ainda nesse mês, vem aí meu dossiê México!  


1 - Vai ter Cidade do México ( pelo meu olhar ) e também uma super entrevista com o amigo local Isaías que vai contar segredinhos que só um nativo tem envergadura moral para tal!

2 - Vamos mergulhar na Península de Yucatan, essa impressionante região no sudeste do país que é de uma natureza impressionante, de cair pra trás!

3 - Também teremos a participação da Leticia, amiga querida que vive em Playa Del Carmem e vai contar uns segredinhos que só uma entendedora local pode nos proporcionar. Não vejo a hora!

4 - E por último, pensei muito para decidir, se contava ou não esse "meu lugar secreto", pois descobri um paraíso ( uma ilha quase secreta ) no extremo norte de Yucatan. Tenho que voltar de vez em quando pra lá, pra reencontrar meu coração, que por lá ficou...


2 comentários:

  1. Eu quero ir pra Ibiza com você! Quero passear por tudo e ficar em San Juan. Delícia de texto!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga amada, vamos mesmo quero ver!!! Feliz Natal, já te encontro em NYC. Bjos mil

      Excluir

se quiser mais informações, por favor mande um email para
vidaeumaviagem@gmail.com
obrigada